Comida
Comentários 2

Suzuran – Comida Japonesa

É estranho se deparar com uma lotérica bem a sua frente, onde deveria ficar um restaurante. O meu olhar logo foi novamente ao papel, para conferir o endereço. Uma segunda inspeção nos revela uma entrada do restaurante, com uma plaqueta acima dela, indicando o local pelo letreiro em branco e verde.

O restaurante tem suas paredes pintadas cor de laranja, mesas amplas escuras, televisores e até uma salinha reservada para refeições de grandes grupos (lembrando muito aquelas, vistas em filme de máfia japonesa). O balcão de atendimento é voltado ao público tal como a cozinha, que é aberta, de modo que podemos observar o preparo da comida. Na minha experiência com restaurantes, esse é um ponto fortíssimo. Não há porque esconder a cozinha dos clientes se não há nada a se esconder na cozinha!

O prato escolhido foi um combo para duas pessoas composto por 10 hossomakis (kani, pepino e salmão), 12 niguiris (peixe branco, atum e salmão), 15 sashimis (mesmas carnes) e 6 uramakis (califórnia, filadélfia e atum), acompanhado por wasabi e gengibre, como de praxe. Além disso, uma porção de shimeji. Para acompanhar, suco.

A porção é muito bem servida e preparada. Peixes frescos com o corte bem executado, a alga sequinha e crocante, o arroz no ponto, sem vinagre demais. A porção de shimeji foi servida junto à travessa de ferro negro a qual foi preparada e eu achei esse detalhe excelente, pelo fato do prato sair direto da cozinha, sem passar por chapas ou panelas. Dá mais vontade de comer.

O atendimento é muito bom. Todos são muito solícitos e atenciosos, incluindo a figura do senhor japonês, dono do local, o qual faz questão de recolher os papéis usados da mesa e de saber se estamos satisfeitos e se queremos mais algum prato. Ele também serve como cortesia da casa uma sobremesa especialidade da casa: O sushi de babana.

Não sei se é uma receita original, duvido. Mas é uma sobremesa deliciosa, pecando apenas pelo excesso de canela na cobertura. Tirando esse fato, é uma massa sequinha e crocante que envolve uma camada de arroz que em seu meio abriga banana, por fora leite condensado e canela. Vale muito experimentar!

Rodízio: O restaurante também possui rodízio, onde servem sushis, sashimis, temakis, rolinho primavera, guiozá, missoshiru, hossomaki, uramaki, hot holl, shimeji, teppan de salmão e anchova. O diferencial deles é que não é aquele esquema de alguém passando com uma travessa cheia de sushis remexidos por outras mesas, por exemplo. O garçom pergunta sobre os itens do rodízio que gostaríamos de comer, incluindo o sabor dos temakis, trazendo a grande maioria em um barquinho, como aquele do combo. Rolinho primavera guiozá, temaki, shimeji e missoshiru, por exemplo, são trazidos a parte. O garçom sempre retorna para saber se pode trazer mais alguma coisa, afinal, é comida a vontade por um preço fixo.

 Os preços do Suzuran seguem os dos restaurantes da Liberdade. É um ambiente muito agradável, gerido por uma família de orientais e  frequentado por todos os públicos (desde famílias até grupos de jovens), com bom atendimento e boa comida. Vale lembrar que pela localização, como a maioria dos restaurantes da Liberdade, ele não possuí estacionamento, mas aceitam cartões. Além disso tem uma geladeirinha cheia de Melona que os fregueses também podem pedir.

Tá ai! Recomendado! 🙂

Esse post não é um publieditorial.

Anúncios

2 comentários

  1. Pingback: Entre Batons & Cafés

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s